4 de abril de 2006

MVP mais 1 ano

Pois é, a mensagem de confirmação chegou finalmente, fui renomeado como Microsoft Most Valuable Professional (MVP) mais um ano.
Fazendo o balanço do meu primeiro ano, aqui ficam alguns apontamentos:

  • De uma forma geral o balanço é positivo, o programa MVP contribui de forma positiva para o conhecimento global da comunidade técnica;
  • Noto que ainda há muita gente em Portugal que não sabe o que são MVP's. Os MVP's não trabalham para a Microsoft e, apesar de pessoalmente ter muitas vezes uma opinião positiva sobre os produtos da empresa de Redmond, a verdade é que estes profissionais são, ou esforçam-se por ser, agnósticos;
  • Penso que internacionalmente, o brand MVP confere alguma notoriedade;
  • O Summit em Redmond foi excelente, só é pena só se realizar de 18 em 18 meses;
  • Os benefícios e o acesso previlegiado a informação podia ser melhorado;
  • A possibilidade de aprofundar o relacionamento com empregados da Microsoft é sem dúvida uma mais-valia;
  • And last, but not the least, as pessoas: Espanhois, Holandeses, Noruegueses, Dinamarqueses, Americanos, Brasileiros, (etc.) e obviamente Portugueses. As pessoas que conheci são fabulosas. Utilizando uma expressão que aprecio particularmente, a todos eles um grande bem-haja!

P.S. Para quando MVP's PALOP? (esta do "para quando" tem muito que se lhe diga... Não liguem, é uma private joke)

6 comentários:

Arnaud ALCABEZ disse...

É merecida completamente, Rui. Felitações. Felizes de vê-lo ao próximo MVP Summit.

Arnaud ALCABEZ

Arnaud ALCABEZ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Rui J.M. Silva disse...

Esqueci-me obviamente dos Franceses (as nacionalidades são tantas!).
Arnaud e Thierry, um grande abraço para vocês.

João Paulo Figueira disse...

É verdade, Rui. Grande summit! Olha, e para quando uma certificação como deve ser em Office?

Ricardo disse...

AHAHAHAAH!!!
Em primeiro lugar fico contente por teres sido renomeado, para continuarmos a desfrutar da tua excelente companhia!!!

A risota inicial só podia ser por causa do "para quando" eheheheeh

Ricardo disse...

PS: Já agora temos que combinar um jantar para "desarrollarmos" mais um bocadinho ;-)